Slumdog millionaire

meteorologia: meio nublado, mas calor
pecado da gula: pão italiano na chapa com manteiga
teor alcoolico: hoje, nada ainda
audio: add #817

“Slumdog millionaire”, direção Danny Boyle

Provavelmente, o que fica na memória mais imediata é a cena final do filme, ou melhor, a cena que acompanha os créditos. É um músical bem ao estilo de Bollywood. Logicamente, uma referência e uma homenagem à tradicional indústria indiana de filmes B, já que o filme nada tem a ver com esse estilo.

Não é o melhor filme de Danny Boyle, responsável pelo ótimo “Trainspotting“. Na minha opinião, até mesmo seu primeiro filme, “Shallow grave“, é melhor. Melhor, mais inteligente e, certamente, com diálogos melhores. Não sei o que o roteirista tinha na cabeça, mas em alguns momentos, tive a impressão de estar assistindo uma daquelas novelas mexicanas que passavam no SBT anos atrás.

A estória é bem amarrada, apesar de um pouco inverossímil em alguns momentos. Detalhes um pouco forçados a fim de se encaixarem na trama contada pelo garoto de favela ao tentar se defender da acusação de trapaça num programa de perguntas e respostas.

A semelhança entre as favelas indianas e as brasileiras chega a ser assustadora. Talvez não fosse a intenção do diretor, mas a crítica social que adviria naturalmente num filme ambientado em tal cenário passa bem ao largo. A sucessão de tragédias que acomete Jamal e seu irmão parece servir ao único propósito de sustentar sua defesa.

Não deixa de ser um bom filme. Mas evidentemente não é merecedor de tanto confete e tantos prêmios, se comparado a outros filmes lançados na mesma época.
Mas, mesmo assim, vale a pena assistir.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *