Precious

Precious (2009) – Preciosa
roteiro: Geoffrey Fletcher
direção: Lee Daniels
3.5 out of 5 stars

Filme baseado no livro Push, de Sapphire, que já comentei neste post. Como escrevi no post, ainda não assistira ao filme. Até tinha baixado via torrent, mas entre tantas outras coisas para assistir, acabava ficando para depois. Ontem, aproveitei que estava passando no TC Touch e remediei essa falta.

precious

São mídias diferentes e, logicamente, é humanamente impossível transpôr do papel para a película, todo o impacto do livro. Mas mesmo assim, o filme consegue ser bastante fiel ao espírito da narrativa. Perde-se um pouco no filme o quanto a evolução, a transição, a transformação de Precious deve-se ao seu aprendizado, ao seu contato cada vez mais íntimo com a leitura e a escrita.

Se há algo que transparece – tanto no livro quanto no filme – é que a esperança em algo melhor é o que move a personagem. Apesar de ser uma pária em todos os locais que frequenta – desde a escola comum até sua própria casa – a esperança de conseguir se tornar uma pessoa melhor, capaz de criar seus filhos, é a tábua de salvação de Preciosa.

O filme é tão, ou mais, chocante que o livro. Ver na tela a humilhação, a violência – verbal e física – a que a personagem é submetida é um lembrete amargo de que aquilo é real. E de que há mulheres que vivem essa realidade, nem sempre conseguindo sobreviver a ela.

A atuação de Gabourey Sidibe, como Precious, impressiona. Percebe-se nela, ao mesmo tempo, o “recolhimento” e a força reprimida da personagem.

Enfim, pra quem leu e pra quem ainda não leu o livro, é um filme que vale a pena ser visto.

“Toda folha de grama tem seu Anjo que se curva sobre ela e sussurra: ‘Cresce, cresce'”
(Talmude)

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *