Game night (2018)

Game Night (2018) – A noite do jogo
roteiro: Mark Perez
direção: John Francis Daley, Jonathan Goldstein

Achou que esse ia ser mais um filmes de comédia bobo, com piadas ofensivas sem graça ou só sem graça mesmo? Achou errado. Temos aqui um ótimo filme de comédia. Seis amigos tem o costume de reservar uma noite da semana para jogar jogos e se divertirem. Em determinado momento, o irmão de um dos jogadores começa um jogo que acaba se misturando com a realidade deixando os participantes sem saber o que é real e o que não passa de brincadeira.

Game-Night

A direção fica a cargo da dupla John Francis Daley, Jonathan M. Goldstein, que dirigiu o reboot de Férias Frustradas e assinaram o roteiro de Homem – Aranha: De Volta ao Lar. Eles trabalham muito bem com a comédia, tanto visual quanto falada. É de se surpreender com as cenas de ação. Perseguições e lutas são muito bem filmadas. Um tipo de artificio interessante que eles usaram foi manter a câmera em determinado lugar enquanto ocorre a ação em volta.

A fotografia do filme teve um interessante resultado. Como o filme se passa durante um jogo, os planos abertos tem o foco em determinado objeto, um carro ou um local, e o resto fica em desfoque, lembrando claramente um jogo de tabuleiro. Outro aspecto interessante é o uso de cores fortes e bem marcadas tanto nos locações quanto nos personagens.

Todos os atores estão muito bem. Talvez o personagem de Billy Magnussen seja forçado demais, talvez não, depende do momento do filme. Rachel McAdams e Jesse Plemons são destaques em diversos momentos, McAdams porque ela não é uma atriz de comédia, mas surpreende com um timing certeiro. Plemons já se mostrou bem eclético em relação aos seus papeis, em Breaking Bad ele foi muito dramático, em Black Mirror, se apresentou mais cômico mas ao mesmo tempo creepie e aqui ele se tornou um bobo, perdido e misterioso.

Game Night é uma boa e inteligente comédia que brinca com clichês de jogos de tabuleiro e apresenta leves toques de ação que levam a dupla de diretores para outro nível.